Transferência de Tecnologia | Agência USP de Inovação
» Transferência de TecnologiaAgência USP de Inovação Menu
Transferência de Tecnologia

Desenvolver da diligência da Inovação e elaboração de EVTE (Estudos de Viabilidade Técnica e Econômica) visando priorizar os ativos com maior potencial de transferências e identificação de parceiros para exploração das tecnologias; promover e participar rodadas de negócio com tecnologias USP; estimular iniciativas de cooperação com empresas visando à inovação; identificar possíveis investidores e apoio à criação de spin-out.

A área está capacitada a realizar as atividades de divulgação, negociação e formalização de contratos de licenciamento, exploração e cessão de tecnologia.

Quando solicitada, a Agência USP de Inovação atua como orientadora, facilitadora e negociadora com a finalidade de definir as regras para realização das parcerias de pesquisa (convênios), bem como formatar os instrumentos jurídicos, de acordo com as normas da Universidade.


Convênios

A área de convênios está capacitada para assessorar os pesquisadores quanto às questões relativas à Propriedade Intelectual, quando da parceria com a iniciativa privada e demais instituições, institutos, fundações e órgãos, auxiliando na realização de convênios de pesquisa ou contratos de prestação de serviço. Este assessoramento pode ser dar de diversas formas: análise prévia da minuta do convênio, sugestões sobre casos concretos, participação em reuniões com as partes entre outros, sempre atendendo a demanda específica de cada pesquisador e das partes interessadas. Este canal permite que o processo de formalização dos convênios no sistema e-convênios, seja otimizado, gerando maior satisfação aos parceiros da USP e permitindo maior agilidade na integração entre a universidade e o setor produtivo.

 

a) Parceiras– P,D&I (Convênios)

Fomentar, facilitar e incentivar a ampliação dos projetos de Pesquisa, Desenvolvimento & Inovação – P,D&I realizados com parceiros externos é prioridade para Universidade. Desta forma estamos organizados em 3 pilares de ação: 1) Prospecção de pesquisadores – O parceiro (EMPRESAS, ONGs, GOVERNO, etc.) apresentam demandas tecnológicas ou áreas de interesse, para juntos realizarmos: a) busca de grupos de pesquisa, b) chamadas e c) workshops com o objetivo de aproximar pesquisadores e parceiros para a construção de projetos; 2) Negociação – Orienta, facilita e participa das negociações das parcerias, bem como da formatação dos instrumentos jurídicos (convênios/contratos) em harmonia com as normas da Universidade, quando provocada por pesquisador da USP ou pelo parceiro; 3) Análise formal – Nos projetos com potencial de criação de Propriedade Intelectual é responsável por uma das instâncias formais, emitindo parecer sobre a adequação das cláusulas de propriedade intelectual, confidencialidade e exploração dos resultados em relação às normas da Universidade e ao interesse da sociedade.

 

b) Exploração da Propriedade Intelectual – PI

Realizar todos os esforços para que os resultados das pesquisas cheguem ao mercado/consumidor é sem dúvida um grande desafio. Para isto, trabalhamos com 1) Análise – As PIs são analisadas tendo como referência o seu potencial de assimilação pelo mercado, com o objetivo de melhor organizar os esforços de divulgação e a identificação de possíveis parceiros; 2) Marketing Tecnológico – É realizado um trabalho de construção de material de divulgação (flyer, anuário de patentes, vídeos, etc.), contato direto (e-mail, telefone, etc.) com parceiros potenciais e participação em feiras e eventos; 3) Contrato – Negociação, construção de minutas e  editais, acompanhamento e instrução de todo o processo interno da Universidade até a assinatura do contrato de exploração.

Para obter a Cartilha de Transferência de Tecnologia, clique aqui.